Campeonato Brasileiro 2013 – O que esperar do segundo turno (Parte I)

Com o fim do primeiro turno* do Campeonato Brasileiro, é chegada a hora de rever as previsões sobre o que cada equipe pode almejar até o fim da competição.

O Segue o Jogo, como blog recém-nascido que é, não tem de passar pela mesma vergonha pelas quais passam hoje Tostão (que aqui incluiu São Paulo, Atlético-MG e Fluminense entre os favoritos ao título do Campeonato Brasileiro), André Rizek e Bob Faria (que aqui também incluiram Atlético-MG e Fluminense dentre os principais candidatos a levantar o caneco em 2013), tal como os redatores de Veja e Estadão (que incluiu nada menos do que 12 candidatos ao título em sua previsão de maio).

Com base no puro e preciso achismo, característico deste autor, veja quem lutará pelo título, por vaga no G4 e contra o rebaixamento. Os que ficarão na pasmaceira do meio de tabela neste ano nem sequer precisam se dar ao trabalho de adotar o discurso de celebração da vaga na Sul-americana, já que a nova regra da Copa do Brasil em 2013 foi capaz de estender a zona de classificação para a irrelevante competição continental até a Série B.

Junto de cada projeção, contamos com o apoio estatístico do site Chance de Gol.

 

Cruzeiro – Com 40 pontos e em ótima fase, é o maior favorito para a conquista do título do Campeonato Brasileiro 2013. Somado ao provável vexame do rival Atlético-MG no mundial da FIFA, o fim de ano promete ser memorável para o Cruzeiro, apagando definitivamente a triste memória do sucesso do rival no primeiro semestre. Probabilidade de ser campeão: 86,9%. Probabilidade de ficar no G4: 99,8%.

Botafogo – Como confiar no eterno cavalo paraguaio, Botafogo? Em 2007 a equipe da estrela solitária liderou a competição por 11 rodadas, sendo 10 consecutivas. Encerrou sua participação no primeiro turno como segundo colocado com 33 pontos. Em dezembro daquele ano celebrava mais uma vez a digna 9ª colocação no Campeonato Brasileiro. Como evitar que isso ocorra novamente, sem um elenco numeroso e de qualidade? Será que Seedorf é capaz de manter o ritmo até o final da competição? Por mais que se queira acreditar que Hyuri é o novo Vitinho (e que Vitinho era o novo Neymar), vender a possibilidade de título para o torcedor alvinegro é vender ilusões. A briga pelo G4 será difícil, mas possível. Probabilidade de ser campeão: 9,5%. Probabilidade de ficar no G4: 88,9%.

Grêmio – Apesar de 2 pontos atrás do vice-líder Botafogo, o tricolor gaúcho parece ser a única equipe com reais chances de incomodar o Cruzeiro na briga pelo título. Com um elenco de qualidade e mais equilibrado que o de seu coirmão colorado, a equipe se reforçou ao longo da competição, principalmente com as saídas de Cris e Luxemburgo. O título é difícil, mas possível. O G4, bastante provável. Probabilidade de ser campeão: 1,2%. Probabilidade de ficar no G4: 52,8%.

Atlético-PR – O trabalho de Mancini desde que assumiu o Atlético-PR é consistente e a longa pré-temporada faz do condicionamento físico um trunfo para a equipe. O objetivo inicial, de se manter na Série A, já está praticamente garantido. Uma vaga no G4 é difícil, mas não impossível, ante as oscilações de Corinthians e Internacional e a falta de profundidade do elenco botafoguense. Probabilidade de ficar no G4: 52,2%.

Corinthians – Uma defesa que não toma gols + um ataque que não marca gols + Tite no banco = 9 empates em 19 jogos. O empate na última rodada contra o Náutico jogou por terra as já remotas chances de ganhar o Campeonato Brasileiro de 2013. Apesar das oscilações, o G4 parece provável, embora a vaga na Libertadores possa vir também através da Copa do Brasil, caso consiga superar as fortes equipes do Sul antes de chegar à final. Probabilidade de ficar no G4: 44,2%.

Internacional – Um time desequilibrado, com um forte ataque e uma defesa irregular. O desequilíbrio do elenco, aliado ao fato de não poder contar com o Beira-Rio, tiraram as chances de título do Colorado, que, no entanto, tem obrigação de conseguir a vaga na Libertadores de 2014, seja pelo Brasileiro, seja pela Copa do Brasil. Ambas missões possíveis. Probabilidade de ficar no G4: 33,4%.

Coritiba – O começo arrasador da equipe paranaense, comandada por Alex, enganou a muitos sobre até onde o time poderia chegar. As apresentações mais recentes mostraram que uma vaga no G4 está além de suas forças e que o objetivo desde o começo era a manutenção na Série A. Com o bom desempenho no primeiro turno, a manutenção na divisão principal deverá ser confirmada com rodadas de antecedência, permitindo que o clube busque uma vaga na Libertadores de 2014 através da Copa Sul-americana – um sonho possível, ante o baixo nível técnico da competição. Probabilidade de ficar no G4: 13,1%.

Goiás – O esmeraldino que teve na rotunda forma de Walter, bem como em seus gols, o momento de destaque na imprensa nacional, caminha a passos largos para cedo atingir o objetivo da temporada: a permanência na Série A. Uma campanha louvável para quem acabou de subir, após duas temporadas na segundona. Probabilidade de ficar no G4: 2,8%. Probabilidade de rebaixamento: 1,6%.

Santos – Sem Neymar, o Santos aproveita o ano de 2013 para remontar seu elenco e tentar acalmar a situação política no clube. O risco de rebaixamento que pareceu real após a goleada do Barcelona, mostra-se distante. Ao que tudo indica, o campeonato acabará para o Santos com várias rodadas de antecedência, quando a modorrenta metade da tabela estiver garantida.  Probabilidade de ficar no G4: 11,6%. Probabilidade de rebaixamento: 0,3%.

Vasco – No início do campeonato o Vasco era o favorito ao título “Grande que brigará contra o rebaixamento” de 2013. A chegada de Juninho Pernambucano e a saída de Autuori deram um novo ar à equipe, que, a se considerar as perspectivas do início do ano, terá motivos de sobra para celebrar a provável 10ª posição ao final do campeonato. Apesar das oscilações da equipe, o rebaixamento parece improvável. Probabilidade de rebaixamento: 13%.

Ainda nesta semana, veja as perspectivas para os dez times restantes e descubra qual ou quais grandes terão a honra de ocupar o lugar do Palmeiras na Série B do ano que vem.

O que você achou? Comente e compartilhe!

Atualização: a segunda parte já está disponível, com as previsões sobre a metade de baixo da tabela. Clique aqui para ler e deixe seu comentário.

 

* Frise-se que para Internacional, Santos, Atlético-MG, Ponte Preta e Náutico o primeiro turno ainda não acabou, em função dos jogos remarcados por razão da final da Libertadores ou do importantíssimo Torneio Internacional Joan Gamper.

 

A foto da capa é do Site Oficial do Cruzeiro.

Comments

comments